Depois de falhar ataque a Rio, Montenegro aproveita Jerónimo estar fundido por causa do genro e desafia líder comunista para directas

O ex-líder da bancada social-democrata acaba de fazer uma declaração na Voz do Operário para desafiar o líder comunista para eleições directas. Luís Montenegro diz que os comunistas não podem continuar a fazer uma oposição assim, que inclusivamente até apoiam o governo. 

“Isto não pode continuar, camaradas, por isso estou disponível, porque como nós sempre dizemos, a luta continua”, concluiu Montenegro. 

Recorde-se que Jerónimo de Sousa tem estado nas últimas horas debaixo de fogo devido a uma reportagem da TVI que levanta suspeitas em relação a um alegado favorecimento do genro do líder comunista em contratos com a câmara de Loures. 

Os comunistas já vieram repudiar a reportagem, num comunicado em que dizem que são poucos os que enroscam lâmpadas como o genro do camarada. “Isto para não falar na substituição dos cartazes, que em 160 só dobrou um cantinho a dois”, pode ler-se no comunicado. 

Resta agora saber como vai Jerónimo de Sousa responder ao desafio de Montenegro. “P’tanto tenho de pensar p’tanto um bocadinho, porque não estava p’tanto à espera disto, tinha aliás ideia, p’tanto, que o camarada Montenegro era p’tanto um fascista”, afirmou.