Urso já reagiu à sua descoberta: “Não foram vocês que descobriram um urso, eu é que descobri 10 milhões, não desfazendo”

Depois de descoberto um urso em Portugal, o Imprensa Falsa perdeu o medo e chegou à fala com o animal que não é pardo nas palavras: “Não foram vocês que descobriram um urso, eu é que descobri 10 milhões, não desfazendo, não me vão levar a mal, até porque se levarem eu já era urso antes disso”. 

“Vivo no campo, não pago nada, posso meter-me com as ursas que no máximo ganho uns arranhões, não tenho stress e quando tenho rebento com uma colmeia, fico logo mais calmo”, vai explicando o urso, “depois vocês é que descobriram um urso!? com franqueza, isto está tudo ao contrário, a ursa da minha mãe é que tem razão”. 

Sobre a extinção de Portugal, o animal tem memória de ouvir os seus avós falarem disso. “Os meus avós viviam em Portugal, sim, mas mudaram-se para Espanha porque tinham uma dívida com um cartão de crédito, de maneiras que simularam que tinham sido abatidos por um caçador e foram para norte”, explica o urso, “eram outros tempos, ainda não havia a CEE, porque as autoridades hoje comunicam, veja lá se não me apanharam”. 

A entrevista ao urso foi bastante extensa, o animal abriu-se completamente, nomeadamente em aspectos da intimidade, mas no fim acabaria por comer o equipamento do Imprensa Falsa, sobrando apenas este excerto.