Domingo, Agosto 14, 2022
InícioOpiniãoUm café na convenção da Iniciativa Liberal...

Um café na convenção da Iniciativa Liberal…

A convenção da Iniciativa Liberal, que decorreu este fim-de-semana, não foi fácil de organizar. Desde logo porque, se é difícil marcar coisas no WhatsApp, combinar encontros de Twitter chega a ser um pesadelo. Depois porque é muito difícil obrigar pessoas extraordinariamente livres a estar num determinado sítio a uma hora exacta. 

A convenção era este fim-de-semana, mas suponhamos que a um determinado liberal dava mais jeito no próximo ou no outro… Será que ele tem de ir neste só porque um esquema opressivo lhe diz para ir em dois dias específicos?

- Publicidade -

Pela mesma razão, tem sido muito difícil garantir que fala um de cada vez. Não raras vezes, os liberais levantam-se das suas cadeiras e começam a discursar porque ninguém tem de lhes dar a palavra, a palavra é deles. “Foi um pouco confuso, numa ocasião estavam mais de 100 participantes a discursar ao mesmo tempo”, relata Simplício, que era liberal e não sabia. 

O discurso do CEO acabaria por ser, no entanto, o que recolheu mais curtidas e retweets. Mas calma, porque Cotrim de Figueiredo também foi apupado quando defendeu o voto na Iniciativa Liberal. “Nós votamos onde quisermos, olha-me este…”, ouvia-se da plateia. “Não tarda está a dizer-me o que é que vou jantar…”, continuava a revolta. O CEO lá resolveu o problema da melhor maneira, admitindo que ele próprio só votará na Iniciativa Liberal se quiser. A sala entrou então em êxtase, com os liberais a levantarem-se para retweetar. 

De resto, o CEO da Iniciativa Liberal não terá dificuldade em sair da convenção com uma vitória, até porque a oposição interna foi acusada da querer aumentar a carga fiscal e acabaria por ter de ser resgatada pelas autoridades. “Conseguimos retirá-los da sala por volta das 4 da madrugada, estavam escondidos, assustados e um pouco desidratados”, explica o comandante dos Bombeiros de Alcântara. 

Mas se é verdade que Cotrim ganha a convenção, não se pode dizer que tenha sido quem mais lucrou neste fim-de-semana. O senhor da cafeteria do Centro de Congressos de Lisboa meteu a bica a 150 paus. “Isto é um pouco caro”, indignou-se um liberal. “Podes sempre ir às docas”, respondeu o senhor do café, que entretanto estava a fazer a conta do lado: “Ora, dois cafés e um pastel de nata, são 400 euros.”

Claro que, no segundo dia da convenção, já só apareceu metade dos participantes. E a outra metade levou Nescafé.  

ARTIGOS RELACIONADOS
- Publicidade -

Últimas