Tabela óptica que traz palavrão levou muitos pacientes a ler “RARAMENTE” na quarta linha da esquerda

O Governo adquiriu em Itália umas tabelas ópticas novas porque as antigas as pessoas já sabiam de cor e enganavam os oftalmologistas e optometristas.

“Chegavam-me a dar respostas certas a olhar para o telemóvel, não queira saber”, explica o doutor Simplício.

Acontece que as novas tabelas trazem um palavrão muito grande, que levou muitos pacientes a ler RARAMENTE na quarta linha da esquerda.

“Raramente? Pensei eu… Não pode ser, não estão ali assim tantas letras… fui ver e nem quis acreditar”, adianta o doutor Simplício, “mas também tenho aí uma senhora que me espetou uma lambada e disse que era casada, outros que perguntam ‘mas aqui agora, senhor doutor’, é muito desagradável”.

Certo é que o Governo já terá mandado recolher as tabelas com o palavrão. O Imprensa Falsa já viu o modelo que está a caminho e em vez de “F”,”O”,”D”,”E”, aparecem as letras “P”,”I”,”N”,”A”.