Portugueses estão a atravessar as passadeiras mesmo sem necessidade porque agora só daqui a quatro anos

[the_ad id=”10494″] Indiferentes aos resultados eleitorais, os portugueses estão a aproveitar para atravessar as passadeiras, mesmo sem necessidade, porque agora só daqui a quatro anos.

“Os resultados vejo amanhã, porque resultados ainda há amanhã mas passadeiras já não”, explica Simplício, enquanto atravessa sem parar, para lá e para cá, a passadeira que de quatro em quatro anos tem à porta de sua casa.

“Só penso é que não devia ser permitido jogos de futebol quando há passadeiras”, conclui Simplício, que gostava de estar a ver a bola.