Mar admite que só não come mais infra-estruturas da orla marítima porque é intolerante ao contraplacado

[the_ad id=”10494″] Depois da tempestade que tem está a assolar Portugal, o mar já veio explicar que muitas sorte têm os portugueses, pois só não come mais infra-estruturas na orla porque é intolerante ao contraplacado.

“E há muito bar e muito restaurante em contraplacado e eu depois fico uns dias que nem me mexo”, explica o mar, “e depois as pessoas dizem ‘o mar hoje está calmo’, mas não é calmo, é com azia”.

A verdade é que o mar tem hoje de escolher muito bem o que come. “Antigamente ia tudo, ui, era uma alegria, era novo e não se sabia tanto destas intolerâncias”, acrescenta, “eu não posso comer contraplacado, plástico e alumínio, tudo o resto, madeiras, mesmo que marítimas, e até pedras marcham”.

[the_ad id=”13302″]