Lei da cópia privada: Governo também vai taxar quem sabe músicas de cor

coragem-para-dormir-5780«Never mind, I’ll find someone like you, I wish nothing but the best for you, too […]», cantarolava Simplício, esta tarde, feliz por ser sexta-feira, até que apareceu um indivíduo das Finanças. «São 1 euro e 40, se fizer o favor», afirmou o indivíduo.

«Mas, mas…», gaguejou o Simplício. «Isso é Scatman John? São mais 40 cêntimos», acrescentou o indivíduo das Finanças. «Parece impossível, como isto está, olhe, eu ainda me lembro…», ia a dizer Simplício, até que foi interrompido pelo indivíduo: «Deixe-me adivinhar, ainda se lembra de uma aldeia, perdida na beira, a terra que o viu nascer, não é? Sonhos de menino. Tony Carreira. São mais 85 cêntimos.»

O Governo aprovou esta sexta-feira alterações à cópia da lei privada que aplicam uma taxa sobre os equipamentos de armazenamento de memória. Durante a discussão do diploma, um inocente que ia a passar ouviu aquilo e ter-se-á interrogado “qualquer dia taxam as pessoas que sabem as músicas de cor e excertos de livros”, ao que o Governo respondeu: «Bem lembrado, amigo.»