Governo esclarece que não vai dar o dinheiro ao BES, vai ensiná-lo a roubar

Mais_zps5600f4f8Esta sexta-feira soube-se que era o Estado que ia entrar com o capital no BES, mas o Governo já veio desmentir essa notícia porque não tinha sido dada pelo Imprensa Falsa portanto só podia ser aldrabice.

Em comunicado, o executivo lembra que sempre lutou para que as pessoas tivessem consciência das dificuldades e que fossem à luta, portanto jamais iria dar o dinheiro de mão beijada ao BES.

«Como um dia disse Eduardo Catroga, não lhe dês o peixe, ensina-o a pescar», escreve o Governo no comunicado, «pois bem, agora não é propriamente de pescado que o BES precisa, mas a máxima aplica-se, por isso o Governo não lhe vai dar o dinheiro, vai ensiná-lo a roubar.»

Segundo o Imprensa Falsa conseguiu apurar, uma equipa liderada por Vítor Bento já esteve esta tarde no Ministério das Finanças. «Os mais fáceis, como sabem, são os reformados e os pensionistas, porque correm pouco e quando vão dizer às pessoas que foram gamados toda a gente acha que eles é que fizeram confusão», terá explicado a Ministra das Finanças, que hoje estava particularmente bruta, pois perdeu o lugar na Comissão Europeia para o miúdo.

«Mas cuidado com os reformados e pensionistas porque a gente já lá foi. No máximo levem-lhes uma das azuis, deixem-nos com pelo menos uma vermelha para eles comprarem raspadinhas», terá acrescentado a responsável das Finanças, que continuou: «Depois temos os funcionários públicos, mas aqui é preciso ter cuidado com o Tribunal Constitucional. O ideal é fazerem uma daquelas rodas, em que eles têm de entrar com dinheiro porque o Simplício do arquivo meteu 250 balas e comprou um apartamento em Massamá com piscina na varanda à conta disso, depois, quando já estiverem quase todos na roda, vocês piram-se e como é uma roda gigante ninguém sabe quem foi, com sorte vão partir as pernas ao Simplício.»