Estudo conclui que discussão sobre a eutanásia não seria necessária se as pessoas bebessem quatro cafés por dia

[the_ad id=”10494″] Um estudo publicado este sábado conclui que a discussão sobre a eutanásia não seria necessária se as pessoas bebessem quatro cafés por dia, pois os benefícios do café foram já amplamente testados numa série de estudos publicados todos os dias.

“Toda esta discussão só se justifica porque as pessoas ou não bebem café ou ficam-se pelas três chávenas por dia, naquilo que representa um perigo para a saúde pública”, garante João Cimbalino.

A verdade é que em vez de se discutir a eutanásia, muitos defendem que se devia discutir a toma compulsiva de cafés diários. “Os malucos que não bebem café deviam ser obrigados, porque não colocam em risco apenas a sua saúde, como também comprometem as metas do défice”, afirma Simplício, que não se conforma com esta situação.

[the_ad id=”13302″]