Parlamento vai investir em computadores que permitem ver porno mas ao longe parecem decretos lei

Computadores-do-ParlamentoDepois de ter sido conhecida a carta de uma jovem que visitou o Parlamento e que foi dar com deputados a ver vídeos na internet e mamas, coisa que os portugueses não acreditam, pois certamente não passa de mais uma cabala, a Assembleia da República decidiu hoje investir num poderoso equipamento que permite ver pornografia, mas ao longe ou de lado parecem mesmo decretos lei.

«Ora diga-me lá, senhor deputado, o que é que eu estou a ver agora?», perguntou um engenheiro que esteve esta segunda-feira no Parlamento a mostrar o produto. «É um diploma, senhor engenheiro, claramente, quase que até lhe posso dizer o número», afirmava o parlamentar, umas filas mais atrás. «Ora, chegue-se lá aqui, se fizer o favor, e veja lá o diploma», pediu o engenheiro. «Hê lécas, qual diploma, isto é uma legislatura completa, bela portaria, sim senhor, isto por mim baixa já à comissão, nem precisa de ir a votos», concluiu o deputado, antes de se dirigir à presidente: «Senhora Presidente, é só para dizer que o meu partido já testou e não se opõe à aquisição do presente equipamento, custe o que custar, uma vez que estão em causa informações secretas e nessa medida a segurança nacional. Entretanto, queria também solicitar à senhora presidente o favor de distribuir por todos os grupos parlamentares um “requerimento”, se é que me estão a perceber, que acabou de me chegar por email, mas uma vez que ainda não temos este novo sistema, é melhor verem depressa, antes que entrem os bufos da C+S de Linda-a-Velha.»