Coletes amarelos não devem conseguir bloquear acessos às cidades pois uma senhora que não pôs gasolina e um indivíduo que vai bater no da frente vão ter a mesma ideia, meia hora antes

O movimento dos coletes amarelos pretende bloquear, esta sexta-feira, o acesso às grandes cidades, uma missão relativamente fácil, resta saber se conseguem chegar ao ponto em que combinaram bloquear o acesso, devido ao trânsito.

Tudo porque uma senhora que não gosta de pôr gasolina e um indivíduo que vai bater no da frente vão ter a mesma ideia do movimento e devem bloquear os acessos às grandes cidades meia hora antes do movimento dos coletes amarelos.

“O que está a dificultar a nossa operação de reivindicação de um conjunto de situações é a eventualidade de o bloqueio das entradas das cidades ser afectado por um bloqueio prévio, não tanto por motivo de protesto mas devido a uma simples distracção ou preguiça”, explica fonte do movimento dos coletes amarelos.

“Resumindo”, continua a mesma fonte, “estamos com receio de não conseguir chegar ao bloqueio, derivado do trânsito”.

Entretanto, recorde-se que a PSP está a encarar esta acção como uma manhã normal. “Bloqueio das entradas das cidades por coletes amarelos é uma manhã como as outras”, confirma o comissário Simplício.