Início Tecnologia Casas 3D – O Futuro da Habitação Barata?

Casas 3D – O Futuro da Habitação Barata?

-

A crescente pressão colocada sobre os recursos do planeta leva a que se busquem soluções cada vez mais originais e sustentáveis de forma a que a evolução possa continuar o seu percurso sem levar ao colapso de todo um sistema.

É precisamente na produção de habitações pouco dispendiosas e que possam ser erguidas em curto espaço de tempo que a engenharia civil, aliada à tecnologia, têm dado passos cada vez mais relevantes.

O problema da habitação barata e mais sustentável poderá estar cada vez mais perto de ser solucionado com uma abordagem moderna àquele que é já um problema antigo.

Através do recurso a impressoras 3D de grande dimensão, poderemos estar perante um ponto de viragem ao permitir que uma casa habitável venha a ser erguida em meros dias quando, através do processo de construção tradicional, tardaria meses.

Admirável Mundo Novo 

A impressora Vulcan II faz parte desta revolução tecnológica. Inspirada nas cada vez mais sofisticadas impressoras 3D de pequena dimensão, os seus criadores resolveram pensar em grande escala para dar resposta a um grande problema. Com efeito, esta tecnologia permite erguer paredes em meras.

Em 2018, a empresa Icon, com base nos Estados Unidos da América, conseguiu construir uma casa habitável através deste método com um custo total inferior a €10.000.

Evolução em Países em Desenvolvimento

Os mesmos visionários que utilizam a tecnologia de construção de casas com recurso a uma impressora 3D são os mesmos que agora se propõem a resolver o problema da criação de casas económicas em locais como a América Latina.

Com recurso a esta nova abordagem, será possível dar casa a milhões de pessoas que, de outra forma, seriam obrigadas a viver em habitações improvisadas sem as devidas condições de higiene e segurança.

A ter sucesso, esta intervenção na América Latina poderá ganhar fôlego e virar as atenções para esta tecnologia de forma a retirar de condições sub-humanas milhões de vidas um pouco por todo o mundo.

Metodologia Mais Sustentável

É também num mundo cada vez mais refém das más escolhas do passado e da perpetuação de métodos pouco sustentáveis até aos dias de hoje, que se torna cada vez mais importante que se consigam resolver os problemas de amanhã com recurso à tecnologia.

Com efeito, a Vulcan II e outras impressoras que começam a surgir permitem a utilização de materiais que têm um impacto ambiental muito mais reduzido ao passo que os próprios recursos necessários para a edificação de uma casa são aproveitados com uma eficácia surpreendente.

Desta forma, não apenas os materiais utilizados podem ter origens recicladas, como a utilização de recursos preciosos na construção, tais como a água, são em muito melhorados.

A redução drástica no custo associado à edificação de uma casa através deste método prende-se não apenas pela elevada eficácia da máquina, mas também na redução de materiais utilizados e no número de pessoas envolvidas no processo.

Ainda que esta tecnologia seja, de momento, extremamente dispendiosa e dependente de recursos humanos altamente qualificados, é expetável que com a sua crescente implementação, venha a culminar em custos ainda mais reduzidos.

Na mesma medida em que é expetável que as próprias impressoras evoluam e consigam cada vez produzir mais e melhor mantendo o custo-benefício que as carateriza, não deveremos tardar em ver uma impressora edificar uma casa num bairro perto de nós.