Berardo também foi arrestado com as obras por se tratar de uma peça única

Primeiro foram dois apartamentos, depois um hotel, hoje foi a vez da colecção de arte de Joe Berardo ser arrestada a pedido dos credores do ainda comendador.

Durante a tarde, agentes de execução estiveram no Centro Cultural de Belém a arrestar os bens. A meio da operação, o próprio Berardo foi arrestado, por se tratar de uma peça única.

“Há algumas peças parecidas, bastantes até, mas como eu sou só eu”, reconheceu o próprio Berardo, enquanto se deixava catalogar pelos agentes.

“Nunca tinha visto nada assim, porque aqui o comendador é a peça e ao mesmo tempo o artista, é incrível”, acrescentou Simplício, agente de execução.