Agência do Ambiente dá luz verde ao novo aeroporto: Aves do Montijo aceitaram mudar-se para o aeroporto de Beja

Agência do Ambiente dá luz verde mas apaga logo para não gastar

-

É um boa notícia com poucas horas. A Agência Portuguesa do Ambiente, uma instituição independente que pertence ao Governo, acaba de dar luz verde ao novo aeroporto do Montijo.

- Publicidade -

Para esta decisão, foi decisivo o contributo das aves daquela região, que aceitaram mudar-se para o aeroporto de Beja.

“Aqui podíamos apanhar com um tiro mesmo entre os olhos se nos aproximássemos de um aparelho, lá temos um aeroporto só para nós”, explica Simplício, um flamingo que se prepara para abandonar o seu ninho.

“As obras do novo aeroporto não vão arrancar já, mas eles deram-me logo as chaves de um hangar em Beja e com este frio, espera lá”, acrescenta.

Por parte do Governo, a alegria com a decisão é muito grande, até porque não estavam à espera.

“Não sei o que dizer, são muitas emoções ao mesmo tempo, não estava nada à espera disto”, afirma o ministro das Infraestruturas, “isto quando se lida com estudos técnicos isentos nunca se sabe o que pode acontecer, se eles vão aprovar ou aprovar”.

Entretanto, no relatório publicado pela Agência Portuguesa do Ambiente, o parecer favorável ao novo aeroporto é acompanhado por um desafio para que se façam mais aeroportos, porque são as medidas de compensação que vão salvar o planeta.

“Somos até do entendimento que esta agência devia ir pelas escolas ensinar às crianças a importância de se plantar aeroportos”, pode ler-se.