Início Economia 1,47 milhões de euros: Imprensa Falsa já recebeu o apoio do Estado

1,47 milhões de euros: Imprensa Falsa já recebeu o apoio do Estado

-

Já chegaram aos cofres do Imprensa Falsa os milhões que o Estado concedeu para apoiar o pasquim nestes tempos difíceis. O Imprensa Falsa é um dos primeiros a receber, mas também é um dos mais sérios.

Para já, ainda não é certo qual o destino que será dado ao montante – 1,47 milhões de euros – mas há a hipótese de se contratar Cristina Ferreira para um programa da manhã diferente.

“A ideia é um programa matinal de quatro horas, a começar logo bem cedo e que se deverá chamar ‘Ramelas'”, explica um dos administradores do Imprensa Falsa, “todo o conteúdo gira em torno do sono da Cristina e dos seus convidados, há zero alegria, risos e gritos, só muito sono e algum mau humor”.

No entanto, o mais certo é o “Ramelas” ficar na gaveta e o dinheiro acabar por ser investido em bens supérfluos, sem grande utilidade, mas de grande satisfação para quem os adquire.

Com este apoio, será possível manter os postos de trabalho na redacção do Imprensa Falsa, uma vez que se estava prestes a colocar as cadeiras e as secretárias, bem como os computadores, num grupo de vendas online. Mas se os postos de trabalho estão assegurados, feito este pequeno esforço, já para os jornalistas é preciso ver se sobra depois de realizados os investimentos prioritários.

Entretanto, o tempo aqui na Grécia, para já, está um pouco nublado, mas parece que vai abrir. É que os jornais têm de ter meteorologia.