Zara acusa governo português de concorrência desleal ao oferecer uma gola e ainda enfiar um barrete

Amâncio Ortega, dono da Inditex, admite retirar as suas lojas de Portugal, isto depois de acusar o governo português de concorrência desleal ao oferecer uma gola às pessoas e ainda lhes enfiar um barrete.

“Numa altiura em que estamos nosotros a preparari a nuesta colecion de invierno, viem el gobierno portugués e empieza a distribuir agasalhios no solo baratos como de biorla”, comenta Amâncio, que é peremptório: “asi voy a hacer mi vida para outro ladio”.

Recorde-se que o Governo português distribuiu, através da Protecção Civil, milhares de golas inflamáveis pelas aldeias em risco. A ideia era sensibilizar as pessoas para os incêndios, mas acabaram por sensibilizar o país para os kits da protecção civil.

“Ya há mucha rente que vai a nuestras tiendas buscar solo las botas, porqué la gola prefirem la de la Protecçion Civil, que vien com barrete”, lamenta Ortega, que já está a ver quebras nas vendas.