Vara entrou hoje na prisão de Évora como preso mas quando sair deve ser como director depois de ter sido guarda e tesoureiro

Armado Vara já se entregou na prisão de Évora, tendo sido recebido por uma mensagem escrita na parede pelo seu amigo José Sócrates. “Eu também estive aqui”, pode ler-se na mensagem que o ex-ministro reconheceu logo como sendo do seu amigo. “É tramado, o Zézito”, comentou.

Recorde-se que Armando Vara entra na prisão como preso mas são poucos os que acreditam que mantenha essa função, tendo em conta o seu currículo. Depois de ter trabalhado numa oficina, Vara foi um pouco de tudo, desde governante a banqueiro. Na prisão de Évora espera-se que passe rapidamente de preso a guarda, depois deverá ficar como tesoureiro e no fim da pena deverá sair como director do estabelecimento prisional.

“É na verdade uma personalidade incrível, repare que vínhamos no caminho e eu já não sabia se era eu o advogado ou ele, a tal ponto que estive quase para me entregar a mim”, relata o advogado.