Primark do Cidadão: Governo entrega gestão do Cartão do Cidadão à Primark, que está habituada a ter pessoas à porta antes de abrir

Podem estar resolvidos os problemas relacionados com o Cartão do Cidadão. Depois de a secretária de Estado ter culpado ontem as pessoas que sistematicamente se colocam à porta, antes da abertura, hoje chegou-se à conclusão que se o problema é esse, então o ideal é passar a gestão do documento oficial para a Primark.

Dito e feito, contactada a popular cadeia de roupa, acederam imediatamente ao pedido e já arranjaram um espaço nas suas lojas para o cartão do cidadão. “É muito fácil, entra, vai em frente, passa a secção feminina, passa a masculina, a roupa interior, as bolsas, vira à esquerda, sempre em frente, acessórios de desporto, trapinhos, mais malinhas, vira à direita, sempre em frente, passa os artigos de caça, as bijuterias, o material de construção, rotunda, terceira saída, sempre em frente, mobiliário de jardim, mais trapinhos, roupinha de criança, de bebé, de assim-assim e até de hiperactivos, esquerda, em frente, pijamas, fatos de banho, toalhas de praia e ao lado é o cartão do cidadão”, explica Simplício, funcionário da Primark. 

O facto de terem colocado o cartão do cidadão no final da loja permite que as pessoas o peçam à entrada e quando chegam ao balcão já o podem levantar. 

O sucesso desta medida foi tal que o Governo equaciona mesmo pedir à Primark que trate dos partos no Verão. “Com o tamanho das lojas, nem é preciso induzir os partos, elas andam tanto a pé que o bebé sai tipo rolha de garrafa de champanhe”, admite uma fonte que está a analisar esta hipótese.