Portugueses indiferentes a greves de médicos ou enfermeiros porque já são seguidos e tratados apenas pela internet

[the_ad id=”10494″] Com uma greve de enfermeiros à vista, os portugueses não mostram grande preocupação e admitem mesmo que lhes é indiferente greves de médicos e/ou enfermeiros.

“Há muito tempo que eu sou seguido e tratado na internet”, explica Simplício, “ainda hoje encontrei um sinal, fui ao Google e fiquei a saber que é uma pneumonia e que devo comer mais abacate”.

Depois disto, médicos e enfermeiros juntaram-se à Antral e ameaçam parar o país. Reclamam todos que a tecnologia lhes deu cabo do negócio.