InícioInternacionalOs Vacinamentos: Depois de Portugal, vice-almirante partiu numa caravela para vacinar o...

Os Vacinamentos: Depois de Portugal, vice-almirante partiu numa caravela para vacinar o mundo

| @zepiter |

Numa notícia que deve ser lida ao som de “O Fortuna”, da cantata Carmina Burana, de Carl Orff – mais conhecida por ópera da Old Spice – o vice-almirante Gouveia e Melo partiu esta terça-feira, numa caravela, para vacinar o mundo.

Depois de vacinar Portugal, e extinta a task force, o herói da Marinha sentiu que tinha de partir à descoberta de novos braços e solicitou ao ministro das Infraestruturas duas caravelas e cinco naus. Como Pedro Nuno Santos anda nas compras, as embarcações apareceram em poucas horas.

Terá sido por isso, aliás, que o presidente da CP se demitiu hoje, porque as compras dele nunca mais chegam e “os barquinhos foi logo”. No entanto, Pedro Nuno Santos culpa o ministro das Finanças pelo atraso dos comboios, sendo que o ministro Leão já veio dizer que a culpa deve ser de Cabrita.

Certo é que, a esta hora, e segundo o Imprensa Falsa conseguiu apurar, Gouveia e Melo e a sua armada já estão em mar alto, atravessando nesta altura uma grande tempestade. “Qual tempestade? Isto é uma tempestade? Eu digo-lhe o que é uma tempestade!”, comenta o próprio vice-almirante, no meio de ondas de dez metros, “está chão, está óptimo”.

Cinco séculos depois dos Descobrimentos, Portugal lança-se agora então nos Vacinamentos, desta feita para dar novos anticorpos ao mundo. A caravela comandada por Gouveia e Melo chama-se Primeira Dose, atrás vem a Segunda.

Apoie o "jornalismo"

Se a imprensa é fundamental para garantir a liberdade, a Imprensa Falsa é fundamental para garantir a liberdade com alguma animação.