Os pássaros não são estúpidos, não

-

Chegamos assim à melhor localização possível para um aeroporto: o interior de uma gaiola. Os pássaros não são estúpidos, não se metem lá.

Estou perfeitamente de acordo com o senhor secretário de Estado que disse, num artigo publicado no Público, que os pássaros não são estúpidos e que se vão adaptar ao aeroporto do Montijo. Só lamento a injustiça de nunca os pássaros terem publicado um artigo semelhante, elogiando desta feita a eloquência dos governantes.

A culpa, em boa parte, é da imprensa, que nunca os convidou para escrever crónicas. Aves raras são aos montes, mas passarocos ainda nada.

Enfim, como seria de esperar, foram muitos os que vieram fazer pouco do senhor secretário de Estado, colocando em causa esta teoria da esperteza alada. Falou-se, entre outras coisas, dos bird strikes, que é quando os pássaros se enfiam nos motores dos aviões, obrigando-os a aterragens de emergência ou mesmo a despenharem-se.

Mas é evidente que quando um bando de pássaros se enfia num motor de um avião, tal não significa que os pássaros sejam estúpidos, pelo contrário, pode querer até dizer que já aprovaram a eutanásia na sua comunidade.

Raramente se colocou o problema deste ponto de vista, ou seja, da vontade dos pássaros em passar pelas turbinas dos aviões.

Sempre se disse que era acidente. Mas, como diz o secretário de Estado, e bem, os pássaros não são estúpidos. Pode ter sido premeditado. Pode até ser o crime perfeito.

É por isso também claro que, conscientes deste livre arbítrio das aves, tanto faz construir o aeroporto no Montijo ou noutro lado qualquer, pois só dentro de uma gaiola estaríamos seguros de que elas, que não são estúpidas, não se enfiavam lá.

Chegamos assim à melhor localização possível para um aeroporto: o interior de uma gaiola.

Os pássaros não são estúpidos, não se metem lá.

No Montijo, atenção, também não fica mal o aeroporto, porque os pássaros adaptam-se, mas dentro de uma gaiola é que podíamos mesmo dormir descansados.

Enfim, ainda temos a inconsciência daqueles pássaros mais jovens que gostam de arriscar, sobretudo para aumentar os seus fãs e seguidores nas redes sociais. Tem aumentado o número de passarinhos que tentam passar por dentro da turbina de um avião a descolar, acreditando que conseguem ser suficientemente rápidos para sair inteiros do outro lado.

Mesmo estes o senhor Secretário de Estado não considera necessariamente estúpidos, é fruto da idade. Tem de se lhes explicar. Convém que seja antes da experiência, naturalmente.

Entretanto, mão amiga fez-me chegar os testes psicotécnicos de um maçarico-de-bico-direito, natural do Montijo, cujo resultado apontava uma forte aptidão para secretário de Estado Adjunto e das Comunicações. O maçarico só não terá entrado já para este executivo porque é de bico-direito.

Apoie o Imprensa Falsa

Saiba aqui como apoiar o IF a prosseguir a nobre missão de desinformar com rigor. É uma dúvida que assola muitos leitores. Chegou a resposta.