Início País Não pára de fazer buscas e de deter pessoas: PJ também pode...

Não pára de fazer buscas e de deter pessoas: PJ também pode sofrer de hiperactividade

-

policia-judiciaria01_770x433_acf_croppedNuma altura em que restam poucos portugueses em liberdade e em que os que estão em liberdade estão com termo de identidade e residência, começam a levantar-se suspeitas sobre uma possível hiperactividade da Polícia Judiciária.

“De há uns tempos a esta parte, estão sempre a fazer buscas e depois aparecem-me aqui sempre com imensa gente detida”, concorda Simplício, que está na portaria da Polícia Judiciária há muitos anos. “E eu vou assim ‘mas onde é que vocês querem ouvir esta gente toda?’, mas eles nem ligam porque diz que as pessoas que sofrem disso também têm défice de atenção”.

A verdade é que, segundo o Imprensa Falsa conseguiu apurar, há já quem defenda que a PJ devia consultar um especialista e eventualmente começar a tomar calmantes. “Por exemplo, suspeitas de branqueamento de capitais da máfia russa, ok, é um problema, mas não vamos a correr para lá, vamos analisar primeiro, lanchamos, vemos um pouco de televisão e depois sim, procedemos às diligências… se entretanto aparecer outro caso, tem de esperar”, explica Eduardo Cope, especialista em hiperactividade nas polícias.