Lá é que estão seguros: Bancos e advogados de todo o mundo estão a enviar dados sobre offshores para o Expresso

logo_hq_wideDepois do que se passou no Panamá, bancos e escritórios de advogados de todo o mundo estão a enviar para o Expresso os dados sobre as offshores dos seus clientes, pois lá é que estão seguros.

Recorde-se que o Expresso recebeu a informação sobre os portugueses com offshores no Panamá, mas até à data só foi entalado um Idalécio.

“Temos de comprar outro disco externo, dr. Balsemão”, pediu há pouco Simplício, responsável técnico do jornal Expresso, que já não tem mais espaço para guardar tanta informação.