Segunda-feira, Julho 1, 2024
InícioPolíticaHomem que não dizia coisa com coisa conseguiu entrar na sede do...

Homem que não dizia coisa com coisa conseguiu entrar na sede do Chega porque ninguém estranhou

Funcionários até pensaram que era deputado.

Foi o pânico na sede do Chega, esta semana. Um homem que não dizia coisa com coisa conseguiu entrar na sede nacional do partido, em Lisboa, com uma mochila que, segundo ele, traria uma bomba.

O homem conseguiu entrar facilmente porque ninguém estranhou o facto de se notar um certo desequilíbrio. “Eu até pensava que ele era nosso deputado e até lhe perguntei se não queria esperar pelo presidente no gabinete dele, porque o Dr. André Ventura estava na Madeira mas não costuma demorar”, confessa Simplício, administrativo do Chega.

“Sim, ele disse-me que tinha uma bomba, mas podia ser para pôr no Largo do Rato, ele nunca me disse que era para rebentar aqui e mesmo assim também não era o primeiro, já tive de desarmar umas quantas, não queira saber…”, continua.

Recorde-se que o indivíduo, claramente perturbado, foi falando com pessoas na rua antes de chegar à sede do Chega. Na rua também ninguém estranhou. “Eu só achei estranho ele perguntar-me onde é que era o Chega, porque eu vou assim ‘então mas tu não fugiste de lá!?’, fora isso, tudo normal”, relata o funcionário de um restaurante perto.

Na Madeira, André Ventura soube da situação e não escondeu a preocupação. “Já percebi que o senhor tem problemas, tenham calma”, respondia, ao telefone com a sede, “têm só de perceber se chamamos a polícia ou se ele não pode ser o nosso candidato presidencial”.

“Lembrem-se que foi assim que eu desafiei o Tânger Corrêa para as europeias, ele a primeira fez que foi aí também dizia que tinha uma bomba”, concluiu o líder do partido.

Apoiar o IF

Tenha a bondade de auxiliar o IF com a sua bondade, por favor.

Artigos relacionados
- Advertisment -

Populares