Governo decreta serviços mínimos aos trabalhadores da Ryanair que então vão expulsar passageiros durante o voo

Depois dos motoristas de matérias perigosas, o Governo voltou a decretar serviços mínimos para uma greve, neste caso a greve agendada pelos tripulantes de cabine da Ryanair.

Em resposta, o sindicato já veio dizer que esta é mais uma manobra do Governo para acabar com as greve se que apanham um governante num voo chamam a polícia.

Também os trabalhadores já disseram que “se é assim, ok”, mas admitem expulsar passageiros durante o voo e não antes da descolagem como até agora.

“Vai ter de sair deste avião, temos pena”, afirmaram já hoje, para testar. “Mas estamos no ar, a milhares de pés de altitude”, lamentou o passageiro Simplício, que só queria espirrar. “Pois, é assim… pegue na sua tralha”, concluíram.

“Vou denunciar isto nas redes sociaiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii”, ouviu-se apenas, antes da tripulação voltar a fechar a porta.

Certo é que desta forma conseguem cumprir os serviços mínimos decretados pelo Governo e ao mesmo tempo protestar.