Função pública em greve contra o excesso de direitos e regalias grita “também não era preciso tanto, senhores governantes”

[the_ad id=”10494″] A função pública está esta sexta-feira em greve contra o excesso de direitos e regalias que têm vindo a ser dadas aos trabalhadores do Estado. Na rua, milhares de funcionários públicos gritam “também não era preciso tanto, senhores governantes”.

“A nossa preocupação é com o país e com as contas públicas”, afirmava há pouco Simplício Carlos, líder da CGTP, “eu sei que nós pedimos melhorias mas que diabo, não era preciso exagerarem e portanto exigimos que o governo abrande um pouco”.

Entretanto, a greve desta sexta-feira está a ser usada para fazer outra reivindicação, que é diminuir um pouco a qualidade dos serviços públicos, que estão um brinco mas ficou aquela saudade de quando não havia consultas, nem cirurgias e não serviam sushi de frango nas escolas.