Quarta-feira, Junho 19, 2024
InícioSociedadeEditorial: Acertar na rota à segunda-feira

Editorial: Acertar na rota à segunda-feira

malaysia-mapa-local-quedaQuem ficou chocado com o que sucedeu esta quinta-feira nos céus da Ucrânia, pode estar descansado, porque a maioria das companhias aéreas já avisou que não vai mais por ali. Pronto, assim está bem.

Mas a gente nem pedia tanto, porque sabemos que o querosene está caro. Bastava passar com o avião de lado, assim com asas na vertical, que já era muito mais difícil de acertar. Mas pronto, se as companhias aéreas fazem o favor de dar a volta, então nesse caso ainda melhor e desculpem a maçada, sim?

É que de facto parece que não é mesmo seguro sobrevoar uma zona onde parece que já aqui há umas poucas de umas semanas que anda uma espécie de mini exército a mandar shots de vodka e a disparar mísseis terra-ar contra, justamente, aeronaves.

Claro que se lamenta o que aconteceu ao avião da Malaysia Airlines, esta quinta-feira, mas a ciência é feita de experiências. Era preciso perceber se aquilo era mesma inseguro como diziam. E pronto, foi uma desgraça grande, mas podia ser sempre maior. Na queda, este avião podia ter acertado noutro. Ou podia levar no porão um garanhão valiosíssimo para cobrir uma égua malaia.

Também se podia tentar ter uns alertas mais eficientes, é verdade. Não se admite que eu consiga saber todos os dias com precisão se há trânsito na A5 e ninguém avisar as companhias aéreas de que há mísseis na saída da Ucrânia para a Rússia.

Mas enfim, o que importa é que agora já ninguém vai por ali, graças ao particular cuidado das companhias aéreas com a segurança dos passageiros.

Apoiar o IF

Apoie o único jornal que nunca o enganou. Queremos manter o rigor e a independência. Caso contrário, vendemo-nos a um grande grupo económico. Ou pior, a um pequeno.

Publicidade
Newsletter

Mais Recentes

Publicidade