Início Ciência DGS admite que quando desaconselhou o uso de máscara pensava que estavam...

DGS admite que quando desaconselhou o uso de máscara pensava que estavam a falar na do Zorro

As autoridades tinham também dados, naquele tempo, de um aumento de casos de Justiça pelas próprias mãos quando se recomendava o uso generalizado de máscaras.

-

A Direcção Geral de Saúde acaba de admitir que, quando desaconselhou o uso de máscara, pensava que estavam a falar na do Zorro. “Foi por isso que eu disse que dava uma falsa sensação de segurança, ter uma máscara que só tapa a região em torno das vistas”, explica Graça Freitas.

Recorde-se que, desde o início da pandemia de Covid-19, as autoridades mantiveram sempre a mesma recomendação relativamente às máscaras. Numa conferência, há duas semanas, a directora geral de Saúde foi um pouco confusa, sabe-se agora que estava a pensar nas máscaras do Zorro.

“Ao envergar uma máscara, por exemplo, como a do senhor Vega, as pessoas podem ser convidadas não só a sair à rua, como a andar à luta com espadachins, algo que nesta altura não é nada recomendado, apesar de o Judo ainda ser pior”, disse na altura Graça Freitas e ninguém percebeu, mas agora é claro.

As autoridades tinham também dados, naquele tempo, de um aumento de casos de Justiça pelas próprias mãos quando se recomendava o uso generalizado de máscaras.

“Alguém, esta noite, capturou sozinho três corruptos e uma pessoa que se dedicava à prática da lavagem de dinheiro”, anunciou o ministro da Administração Interna, “suspeitamos que o suspeito vestia de preto, tinha um chapéu e uma máscara”.

“A máscara, lá está, eu bem avisei…”, acrescentou a directora geral de Saúde e a ministra da Saúde concorda: “É verdade, não podemos, de forma alguma, recomendar o uso de máscara. Nas últimas horas deram entrada nos serviços muitas pessoas com um Z marcado no peito ou nas costas.”

Relativamente às máscaras de saúde convencionais, que tapam nariz e boca, geralmente brancas, as autoridades não têm dúvidas. “Ah, sim, essas sim, não, completamente, claro que sim, sim, sim, é uma protecção boa, claro, mas só em espaços fechados.”

A recomendação ainda é só para espaços fechados, mas é provável que venham a dizer que também é bastante útil em espaços abertos.