Atrasos do INEM: Governo agora culpa cidadãos porque não vão ter as maleitas e os sinistros para a porta dos hospitais

Depois da notícia que dava conta do tempo de espera das chamadas do INEM, o Governo já veio, pela voz da secretária de Estado com a pasta de mandar vir com os portugueses, dizer que a culpa é deste povo que só vai para a porta de coisas quando não deve, porque quando deve, não vai.

“Para o cartão do cidadão, que podiam estar perfeitamente em casa, vão para a porta dos serviços, baralhar aquilo tudo, mas quando é para lhes dar uma coisa já não vão para a porta dos hospitais, francamente, se isto não é gozar, então não sei”, afirmou a secretária de Estado.

A governante vai mais longe e culpa quem tem achaques ou sinistros pelos atrasos nas respostas do INEM.

“Se não passassem mal ou não caíssem do escadote, sabe qual seria o tempo de resposta da emergência médica? 0 segundos! Agoras desminta-me”, conclui.