No dia de Halloween, assessor do Livre vai para o Parlamento de abóbora menina

Depois de ter iniciado as suas funções parlamentares com uma indumentária arrojada, o Imprensa Falsa sabe que o popular assessor do Livre prepara-se para ir para o Parlamento, no dia de Halloween, de abóbora menina.

Certo é que é perfeitamente legal entrar-se no Parlamento de abóbora menina, como explica o comentador do Imprensa Falsa para assuntos jurídicos, Dr. Simplício Barra.

“Não há nada na lei que impeça alguém de se apresentar de abóbora na Assembleia da República”, garante o especialista, que esteve a ler os códigos todos outra vez.

Quanto a Joacine Katar Moreira, a deputada eleita pelo Livre, já fez saber que não vê qualquer inconveniente na escolha do seu assessor. “O problema é quando encontramos bananas”, respondeu.