Quarta-feira, Fevereiro 21, 2024
Publicidade
InícioPolíticaPortugueses desiludidos com discurso de Pedro Nuno Santos: Não queriam ouvir falar...

Portugueses desiludidos com discurso de Pedro Nuno Santos: Não queriam ouvir falar em salários, mas sim em indemnizações

Pensavam que este era diferente e que ia prometer mais despedimentos.

O país parou este domingo, à hora de almoço, para ouvir o discurso do novo secretário-geral do Partido Socialista, no encerramento do congresso que decorreu este fim-de-semana. Nos cafés ficou tudo em silêncio para ouvir a televisão, não havia ninguém nas ruas, nos aviões o comandante colocou no sistema de som um discurso que também se ouviu nas prisões, nas unidade de saúde, em todo o lado.

Há muito tempo que o discurso de um político não era tão aguardado e ouvido por tanta gente.

No entanto, a desilusão não havia de demorar e minutos antes do fim do discurso já tinha voltado tudo à sua vida. Em causa está a referência de Pedro Nuno Santos a um aumento do salário mínimo e às promessas, também, de aumentos do salário médio. Os portugueses estavam à espera de ouvir falar em valores de indemnizações.

“Pensava que este era diferente, mas está visto que não”, lamenta Simplício, que diz que deixou o almoço ficar frio para isto, “vem falar-me de emprego… estávamos à espera que ele viesse prometer pôr tudo na rua, porque diziam que este era bom era a indemnizar”.

A verdade é que, em todo o discurso, o novo secretário-geral do Partido Socialista nunca se refere à política de indemnizações. Especialistas dizem que pode estar a guardar o trunfo para o final da campanha.

Apoiar o IF

Tenha a bondade de auxiliar o Imprensa Falsa com o seu auxílio.

Publicidade
Newsletter

Mais Recentes

Publicidade