Quinta-feira, Dezembro 8, 2022
InícioPaísMaioria dos portugueses admite que também já planeou atentados em estabelecimentos de...

Maioria dos portugueses admite que também já planeou atentados em estabelecimentos de ensino, locais de trabalho e repartições de Finanças

Depois da notícia que dá conta da detenção de um jovem que se preparava para atacar uma universidade, num atentado travado pela Polícia Judiciária, a maioria dos portugueses veio esta sexta-feira solidarizar-se com o jovem detido, com muita gente a admitir que também já planeou atentados em estabelecimentos de ensino, locais de trabalho e repartições de Finanças.

“Já, sim senhor, tinha tudo pensado, primeiro ia atacar a minha escola, depois mais tarde quis mandar a firma do patrão pelos ares e numa ocasião, nas Finanças, também cheguei a ter um plano”, confirma Simplício, que ainda tem o projecto para mandar a fábrica do patrão pelos ares.

“Tinha uma facilidade porque era uma firma de pirotecnia, de maneiras que o plano consistia apenas em apagar o cigarro no chão”, recorda.

Quanto à repartição de Finanças, nesse caso a estratégia era mais engenhosa, mas os danos provocados também são difíceis de calcular. “A ideia nas Finanças era entrar por voltas das 15h30 e gritar que eram 17, pronto, ia tudo pelos ares”, explica.

OUTROS ARTIGOS

Mais Recentes