Depois de tentar entregar-se na cadeia de Évora, condenado do Face Oculta tentou hoje entregar-se no Zoomarine mas também é só para golfinhos

Um dos condenados do processo Face Oculta que tentou ontem entregar-se na cadeia de Évora, que recusou, voltou hoje a tentar a sua sorte e desta feita entregou-se no Zoomarine, onde também acabaria por ser recusado. 

“Explicaram-nos não podiam aceitar o meu constituinte, na medida em que não é um golfinho”, explicou a advogada, que admite acusar o parque de diversões de uma inconstitucionalidade. 

“Ainda lhes disse que não sendo um golfinho, é um mamífero, mas não foram sensíveis”, concluiu, antes de adiantar que vão continuar à procura de cativeiros que aceitem prender este homem. 

“Podemos tentar o Badoca Park, mas agora só amanhã, porque isto que horas são isto?, pois, os tribunais fecham às cinco já são quase dez, só devemos tentar um novo local amanhã”, acrescentou.